Logo_NA_Verde_2013    
     
  a   a   a   a   a   a   a   a   a   a  
                             
 

O Amor em Todas as Dimensões

Síntese do livro Garimpo de Amor  

   

Falar-vos-ei do AMOR, não como um simples sentimento, mas sim como uma força interior, sim, a força mais poderosa do universo!


Sempre que eu quis debater um tema sobre o AMOR com os meus amigos, sentia que, em primeira instância, eles ocupavam as suas mentes com a descrição do amor de um homem para com uma mulher e vice-versa. Não julgo o facto de eles colocarem esta ideia restrita do amor nos seus pensamentos, mas gostaria que eles tivessem a ideia de que o AMOR é mais do que um simples sentimento de emoção que pode culminar num acto sexual. Daí o meu interesse em condensar as ideias de Divaldo Franco e de Joanna de Ângelis em Garimpo de Amor.
  
  Amar não é condicionar, amar é atingir o triunfo existencial, isto é, quem ama de verdade não espera recompensa, este amar é uma necessidade existencial porque o amor tem essência divina, o amor é a emanação da vida, é a alma de DEUS. 

 

 


 
  "É bom amar o próximo, mas não te esqueças que para amarmos os outros, primeiro devemos amar-nos a nós mesmo, porque sem nos amarmos primeiro, será difícil sentir afecto pelo outro."

 

 Por isso a mensagem de Cristo ‘‘Ama o próximo como a ti mesmo’’. Portanto, começa a desenvolver o amor por ti mesmo através da meditação e da auto-análise. Auto-amando-nos compreendemos melhor a maneira de amar a outrem. Quando falo do amor a si mesmo, não falo do egoísmo, aliás, a consciência de si mesmo, inspirada pelo auto-amor torna-nos lúcidos quanto aos enganos cometidos, ensejando-se oportunidade de superação. A pessoa que se não ama sente um vazio existencial, pois o amor a si mesmo desempenha uma função ou acção auto-terapêutica, porque liberta dos conflitos de autopunição, de autocensura e de Auto-compaixão.
  
   Se a sociedade está a decair é porque os indivíduos que a constituem, não amam, pois o amor é essencial para o comportamento equilibrado e propiciador do progresso moral, tecnológico, social e espiritual da sociedade. Começando em nós próprios e envolvendo toda a sociedade. A vigência do amor é o recurso mais hábil para uma real mudança de conduta da sociedade. O amor é optimista e sempre atenuante, contribui para o comportamento ditoso daquele que o cultiva. Na verdade, vivemos num mundo onde a tecnologia se desenvolve em cada segundo, mas de que adianta destacar esta eficiência tecnológica se o próprio homem nem sabe que tem uma alma?
 
Devemos preocupar-nos em construir algo infalível em nós em vez de estarmos sempre a querer descobrir o que ainda não foi feito. Eu prefiro construir em mim um AMOR do que construir para mim uma torre, pois o amor possui uma dimensão infinita e a torre é medível. O amor quanto mais se distende, mais espaço adquire para crescer e quanto à torre, quem sabe?
 
  Vai, compadece-te dos teus próprios erros e reabilita-te, envolve-te na claridade do amor e viaja em direcção à felicidade. Não tenhas medo nem penses equivocadamente que o amor torna a pessoa fragilizada pelo facto de este ser enganador, em razão da confiança que deposita em criaturas que não são dignas sequer de consideração. Sabe que o amor projecta o que se é, naquele a quem se vincula afectuosamente, portanto, não temas estas criaturas, ajuda-as com o teu amor. Não te preocupes com o desafio que tens de enfrentar, quem ama é sereno; confia no resultado do teu sentimento. O amor é possuidor de coragem imbatível onde quer que se apresente. Amando sempre, alcançarás o objectivo existencial e terás resistência para os embates que a vida sempre nos reserva. Se não amas, esforça-te, pois este amor que se inicia no teu esforço, em breve tomará conta de ti. O amor é um privilégio que deve ser conseguido com esforço e dedicação. É indispensável tornar o amor um estado de espírito, uma condição natural no processo de crescimento interior, uma fatalidade que deve ser conseguida quanto antes. Começa a amar o teu próximo porque quanto mais amor se dá, mais amor se possui para doar. Educa-te para o amor, como um dever inalienável para uma vida feliz.
 
A verdadeira mudança estabelece-se pelo amor e o amor verdadeiro é uma forma de manter Cristo no pensamento, nas palavras e nos actos. Não importa quem és, acredita, se queres transformar a tua vida, começa a amar. O amor muda para melhor quem ama e altera para melhor o mundo em que vive. O amor possui a força ciclópica de alterar todas as coisas, quer sejam percebidas ou ignoradas.

 

"O amor é portador da magia renovadora, ela abre espaço para a instalação da felicidade."


  

Não foram em vão as palavras ditas por Jesus Cristo «Amai-vos uns aos outros como vos tenho amado», na verdade Ele conhece o poder que o amor possui em transformar e em elevar a alma a um estado puro. Ele próprio viveu e vive o amor em todas as dimensões, porquanto não amado, continuou amando e prosseguirá até o fim dos séculos… Nunca será esquecido!

O amor que procede de Deus, a Deus retorna, construindo a felicidade onde se apresente, jamais vencido, sempre triunfador.
  
Quem quiser ter um filho educado ou um aluno bem comportado, deve educá-lo com base no amor, pois o amor faz parte do programa de educação no lar e escolar, e este método baseado no amor é mais eficaz do que qualquer um outro método educativo, porque o amor altera para melhor e contribui para o comportamento ditoso daquele que o cultiva. Assim também devem fazer os governantes para com o povo, o esposo para com a sua esposa e vice-versa, irmão para com o irmão, amigo para com o amigo, enfim, todos para com todos, formando em conjunto uma sociedade estável e propiciadora de paz e muita felicidade.

Para onde se dirija o olhar percuciente e a atenção se fixe, se perceberá a presença do amor, mesmo sem denominação convencional. O amor está em todos os lugares e em todas as coisas, sendo ele a essência do universo e de tudo o que nele existe.
 
Nunca te esqueças, em qualquer situação, mesmo a mais penosa que se te apresente, que o AMOR possui a solução para todas as dificuldades. Ama, pois, sempre!
 

Em suma, destacaria o seguinte: viver para amar, amar para crescer.


João Manuel Soares

 

 

 

curso_filosofia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
  Nova Acrópole  
  imagem  
  CURSO FILOSOFIA PRÁTICA
A Sabedoria Viva das Antigas Civilizações
 
   
  Vide Programa do Curso  
 

  ACTIVIDADES n.a. EM PORTUGAL  
 

a

 
  Aveiro  
  Braga  
  Coimbra  
  Lisboa  
  Oeiras-Cascais  
  Porto  
   
  Notícias  
     

  NOVA ACRÓPOLE INTERNACIONAL  

  Anuários  
  Resoluções da Assembleia Geral  
     
  Perguntas Frequentes  
   
     
  Nova Acrópole Internacional  
     

SITES N.A. EM PORTUGAL

Porto
Coimbra
Aveiro
Braga
 

  outros cursos  

   
  Arte de Falar em Público  
  Cursos de Matemática e
Geometria Sagradas
 
  Florais de Bach  
  Outros Cursos  
     

  REVISTA ACRÓPOLE  

   
     

  NOVIDADES EDITORIAIS  

  TÍTULOS PUBLICADOS  
   
 

 
© Nova Acrópole 2009 | Optimizado para monitor 1024X800 | Mapa do site | Webmaster