Por amor se fizeram grandes coisas e sem amor se destruíram outras tantas. Amor, essa dimensão da nossa existência que nos move; essa amálgama de sentimentos e emoções que nos preenche. Amor, essa fórmula de união infinitamente fotografada, filmada, pintada, escrita, dançada e cantada. Foi sobre amor que refletimos no Café Filosófico do dia 17 de abril, na pastelaria/confeitaria “Chocolate com pimenta”.

A génese de todo o debate econtrámo-la nos excertos do livro “Em Busca da Sabedoria” do filósofo indiano N. Sri Ram. Nos seus textos bebemos inspiração para as nossas reflexões sobre o amor que “transpõe opostos” e se aproveita da nossa permeabilidade para nos arrebatar “sem razões, nem motivos”. Esse nobre sentimento que nos torna diáfanos e despojados, porque amar é revelar o melhor de nós sem filtros nem interesses. Falamos sobre o verbo amar, que se conjuga em todas as conquistas e nos envolve numa teia onde tudo criamos por “boa vontade”. Em síntese, este café filosófico foi um momento de partilha, onde se colocaram em cima da mesa ideais e pensamentos, bem como chávenas de chocolate quente com música e poesia à mistura. Agradecemos à Chocolate com Pimenta por tão bem nos acolher com os seus maravilhosos chocolates!