A 16 de Agosto o escritor e Director da Nova Acrópole de Portugal, José Carlos Fernández, no belo cenário dos Jardins do Parque Eduardo VII, desenvolveu o tema “A Natureza como Símbolo” dentro do ciclo “Conversas no Jardim II”, que pelo segundo ano realiza a Associação nesta cidade.

Fazendo eco da máxima de São Bernardo de Claraval de que as fontes, as rochas e as árvores ensinam mais do que os livros, o Professor José Carlos foi explicando como e porque a natureza é pura cerimónia de vida e como podemos aprender dela, lendo nos seus símbolos como num livro aberto:

– a linguagem das cores e da luz, e das formas e proporções;

– o simbolismo das aves;

– o caracter astrológico das diferentes parte de uma árvore;

– o próprio corpo humano como símbolo;

– a triangulação das chamas de fogo, etc…..

Foram alguns dos temas tratados nesse dia e nesse lugar em que a própria Natureza se oferecia como mestre e oráculo.