A Nova Acrópole de Lisboa realizou dia 8 de março em Comemoração do Dia Internacional da Mulher, na biblioteca do Palácio Galveias uma Conferência sobre As Mulheres na obra de Shakespeare.

Iniciamos a sessão com uma apresentação do Professor José Carlos Fernandez, Director da Nova Acrópole em Portugal,  sobre o autor em que se falou sobre alguns dos mistérios que envolvem a personagem de Shakespeare, os temas principais das suas obras, a sua capacidade de captar os diferentes arquétipos femininos e também como foi capaz de elevar a mente, modelar a língua e o pensamento das pessoas através dos seus belíssimos textos.

Depois seguiu-se uma análise de algumas das principais mulheres das obras de Shakespeare, nomeadamente:

– Beatriz, da obra muito barulho para nada, por Carmen Morales
– Pórcia do mercador de Veneza, por Luciana Esteves
– Lady Macbeth de Macbeth, por Maria Emília Ribeiro
– Desdémona de Otelo o Mouro de Veneza, por Célia Peralta
– Marina de Péricles, príncipe de Tiro, por Mariana Esteves

Nesta análise realizada pelas voluntárias da Nova Acrópole podemos ver várias facetas da personalidade feminina, desde a doce e independente Beatriz, a bondade e sentido de justiça de Pórcia, até ao amor puro e incondicional de Desdémona, ao engenho e lado obscuro de Lady Macbeth, e finalizando com a pureza e inteligência de Marina.

Foi uma viagem pelas diversas emoções humanas que terminou com a emocionante representação teatral de uma cena do Mercador de Veneza entre Pórcia e Bassânio.