04/03 | Sexta | 19h30

A Nova Acrópole organizou no dia 4 de março, na sua sede em Lisboa, o evento de divulgação filosófica “A Bhagavad Gita e a guerra interior” seguido da apresentação do livro traduzido por Ricardo Martins. 

Claúdio Dumont, formador na Nova Acrópole de Lisboa, iniciou a palestra introduzindo o tema da guerra interior como a luta permanente entre a nossa personalidade finita ou Eu inferior, e o nosso espírito eterno ou Eu superior. Sendo cinto negro da arte marcial Nei Kung, deu exemplos práticos deste conflito presentes num combate, assim como também no nosso quotidiano, onde é nosso dever procurarmos superar as dificuldades do dia a dia, através da melhoria constante da nossa personalidade. 

De seguida, Ricardo Martins, diretor da Nova Acrópole de Viseu, fez a apresentação da tradução de sua autoria, do livro Bhagavad Gita, diretamente do sânscrito. Falou sobre o contexto do livro e o seu enquadramento no épico Mahabharata, assim como do objetivo da tradução, que foi providenciar um texto onde a mensagem original estivesse presente de uma forma mais clara, que fosse além da tradução literal que aparece na maioria dos textos existentes. Deu como exemplo a tradução do conceito de Yoga, de uso comum na sociedade e que foi traduzido aqui por Jugo

No final, devido ao interesse levantado pelo tema, houve muitas perguntas por parte da audiência e troca dialética entre os palestrantes e o público, o que enriqueceu ainda mais a atividade.