Conferência: A Terra como Ser Vivo

Nova Acrópole Lisboa

15 Abril 2023 | 16:00 - 17:30

A carregar Eventos

Por Professor José Carlos Fernández – Diretor da Nova Acrópole de Portugal

Embora um facto verdadeiro durante milénios para as antigas civilizações, a Ciência moderna, com a sua própria metodologia, redescobre a Terra como um ser vivo apenas a partir do final do século XX, principalmente com a obra Gaia de James Lovelock. Este cientista estuda-a como um sistema complexo que se autorregula, embora nessa altura não quisesse dar o salto para dizer que era “viva e consciente”.

A Terra respira todos os dias graças à fotossíntese do reino vegetal; a sua pele-atmosfera filtra os raios cósmicos e utiliza-os nas suas operações alquímicas (isto é, físico-nucleares); aproveita a luz solar e também as correntes do seu plasma magnético, enquanto o seu coração núcleo de ferro e níquel fabrica um escudo contra esse vento solar e ainda cósmico; morre e renasce periodicamente depois de hibernações que cobrem a sua superfície com quilómetros de gelo; recolhe a sua vida nas profundezas do mar quando a sua superfície arde completamente (como aconteceu no Carbonífero).

Estremece com os grandes terremotos, e nas suas convulsões geológicas faz nascer novas terras e talvez também novos céus (isto é, uma atmosfera com uma composição química ligeiramente diferente). Confeciona o seu suporte mineral com as rochas emergidas das suas profundezas magmáticas e também com os esqueletos externos e internos de tudo o que vive, “serpenteando” nela, com as chamadas rochas sedimentares.

O seu eixo, dependendo dos ciclos a que vive sujeita, aponta para uma estrela ou outra, ou até mesmo, muda a sua polaridade magnética norte-sul a cada centena de milhares de anos. São os ritmos da sua vida, que se refletem, obviamente, na nossa. A biosfera não é, apenas, talvez a soma das operações vitais de todos os organismos que a habitam, mas sim a sua própria vida como organismo. Assim como a vida de uma pessoa em relação à vida de todas as células e outros micróbios que a constituem e permitem.

Local:

BIBLIOTECA PALÁCIO GALVEIAS
Campo Pequeno
1049-046 Lisboa

 

Não há plugins para instalar ou ativar. <a href=" %1$s"title="Voltar para o Painel">Voltar para o Painel</a>

Go to Top