A Nova Acrópole de Braga apresentou, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, uma homenagem ao génio criador de Leonardo Da Vinci. O Colóquio presenteou o auditório com uma abordagem transversal da sua obra, que se pode entender ter sido breve, considerando a magnitude da mesma. No entanto, as intervenções dos oradores convidados deixaram o auditório manifestamente satisfeito. Desde uma abordagem às características da sua genialidade, passando pelo campo dos trabalhos impressionantes no ramo da anatomia, até à pintura, ficou a imagem da sua inegável transcendência, do quanto ele foi um homem que viveu muito “à frente” do seu tempo. Qualquer apresentação, colóquio ou exposição, não poderão ser mais do que um ponto infinitesimal no universo amplo de tudo o que Leonardo Da Vinci realizou.

Porém, a sede de conhecimento de cada um de nós far-nos-á querer ir mais além. E a exposição continuará patente no espaço da BLCS durantes os próximos meses. Ao aprofundar o conhecimento sobre o génio de Leonardo Da Vinci, facilmente se compreende a sua intemporalidade, mas também se reforça a crença de que o amor ao conhecimento (que promove a sabedoria) torna o ser humano capaz de enormes feitos. E como poderia o ser humano evoluir, crescer, conhecer-se, se não fosse pela força impulsionadora de génios como o de Leonardo Da Vinci?

Veja todas as fotografias aqui.