1. Nada resiste à Vontade do homem, quando este conhece e quer o Bem.
  2. Querer o Mal é querer a morte; uma Vontade perversa é um princípio de suicídio.
  3. Querer o Bem com violência é querer o Mal, porque a violência produz a desordem, e a desordem gera o Mal.
  4. Pode-se e deve-se aceitar o Mal como meio do Bem, mas nunca é necessário querê-lo ou fazê-lo; assim se destruiria com uma mão o que se constrói com a outra. A Boa-fé jamais justifica os maus meios. Ela corrige-os quando os sofre e os condena quando os pratica.
  5. Para ter o direito de possuir sempre, é necessário querer pacientemente e por um período longo.
  6.  Passar a vida querendo o que é impossível possuir sempre, é abdicar da vida e aceitar a Eternidade ou a Morte.
  7. Quando a Vontade vence os obstáculos é mais forte, por isso o Cristo Interno se desenvolve na pobreza e na dor.
  8. Quando a Vontade se consagra ao absurdo, é reprovada pela Razão Eterna.
  9. A Vontade do homem justo é a Vontade do próprio Deus e da Lei da Natureza.
  10. É pela Vontade que a inteligência vê. Se a Vontade é sã, o prémio é são.

 

Eliphas Levi