A Tragédia Grega

10,00 

Em stock

Em stock

Autor

Jorge Ángel Livraga

Formato

14,8 x 21 cm

N.º páginas

124

Encadernação

Capa mole

DESCRIÇÃO

Nesta obra tomamos contacto com um teatro muito diferente daquele que estamos habituados a ver nos dias de hoje. O teatro clássico tinha algo de mágico, tinha a capacidade de tocar o espectador e transmitir algo. A participação do público e a sua disponibilidade de tempo eram espontâneas; era um teatro como que alquímico, profundamente mistérico e fundamentalmente
pedagógico.

O teatro é a vida, onde todos somos atores e procuramos representar da melhor maneira possível o nosso papel no cenário ou na tribuna. É o teatro, então, uma farsa?…

Aparentemente, sim… tal como a vida: um jogo caleidoscópico de sensações e pensamentos, de dores e prazeres, de possessões e nostalgias, de dias e noites, de invernos e verões, de vidas e mortes. Mas, para nós, esta é a única realidade e dela nos servimos para ir ao encontro
de nós próprios, daquilo que somos e queremos ser.

Jorge Ángel Livraga Rizzi (1930-1191), professor de Filosofia, História, Arqueologia, Prémio Nacional de Poesia na Argentina em 1951.

 É o fundador da Associação Cultural Nova Acrópole, em 1957, e da qual é o Diretor até ao seu falecimento em 1991. Nela realiza um intenso trabalho cultural e humanístico que pode ser testemunhado em centenas de artigos para revistas e jornais, ensaios, incontáveis conferências, tertúlias e cursos de filosofia por todo o mundo.

De entre as suas obras já publicadas em português podemos destacar: Ankor, o Príncipe da Atlântida; O Alquimista; Os Espíritos Elementais da Natureza; Tebas; Os Grandes Mitos do Século XX.