Descrição

Este livro é uma chamada à Alma de Portugal, através dos símbolos e paradigmas que são os seus reis, poetas e sábios. Eles são evocados nestas páginas, cronológica, filosófica e poeticamente para que nos possamos enraizar na História. Mas não somente na História como narração de acontecimentos no passado, mas na História como vento poderoso que enfuna as velas das nossas singraduras no presente no mar do tempo, no mar de todas as possibilidades futuras.

Figura exemplar é Dom Dinis, que foi ao mesmo tempo rei, poeta e sábio, e cujo trabalho como “rei-lavrador” pôs os alicerces deste primeiro país da Europa que é Portugal.

Para além dele ainda nos surgem das brumas as personagens de Viriato e o seu modo de vida estóico; D. João II, um exemplo permanente; Avempace, com a sua Sabedoria; Ibn Qasi, Rei dos Algarves e portador de uma grande mística cavaleiresca.

Todos eles são símbolos deste canto da Europa que é Portugal e são necessários para a imaginação lusa pois o ser humano não vive somente de pão, mas também de esperanças, de sonhos de realização, de exemplos vivos, de ensinamentos que o fazem recordar e ser fiel à sua verdadeira natureza.

José Carlos Fernández é escritor, investigador e director da Nova Acrópole em Portugal desde 2004. É autor do livro Córdoba Eterna, do romance histórico A Viagem Iniciática de Hipátia, da obra de teatro Ibn Qasi, o Rei Iniciado do Algarve e da biografia Florbela Espanca, a Vida e a Alma de uma Poetisa. É também coordenador das obras Atlântida – Mito ou Realidade, Grécia Mágica, Os Templários e o Caminho de Santiago.