Em mais uma visita cultural, no dia 1 de Outubro fomos em busca dos vestígios românicos em Braga, guiados pelo Professor José Antunes, Diretor da Filial do Porto.

Começa por uma capela que é uma joia da arquitectura paleocristã: S. Frutuoso. Ao lado da actual igreja de S. Francisco de Montélios conservam-se os vestígios de uma obra arquitectónica anterior ao românico e que nos permitiu ver a evolução da estrutura das construções sagradas.

O próximo ponto de visita ficou na zona leste da cidade, a antiga igreja de Gualtar onde persiste o pórtico norte de notável beleza típica do românico.

Seguimos depois para a igreja de Santa Eulália de Tenões que na sua simplicidade, e embora apertada em estruturas posteriores, sente-se esse ambiente sacro próprio da idade média.
Finalmente, o último ponto, a Sé de Braga, pudemos descortinar, por entre a majestade de várias edificações, os apontamentos vários que tem do período românico.

Agradecemos ao Município de Braga, à junta de Freguesia de Gualtar e à de Tenões, e às suas respetivas paróquias, pelo apoio na realização desta atividade.